Comitê pró-aeroporto 20 de setembro tem novo presidente

27 outubro, 2015 Sem categoria Comente

Confira a entrevista com Nelson Riet

Nelson Riet, novo presidente do Comitê Pró Aeroporto Internacional 20 de Setembro

Nelson Riet, novo presidente do Comitê Pró-Aeroporto Internacional 20 de Setembro

Nelson Riet é natural de Porto Alegre e assumiu a coordenação do comitê pró-aeroporto 20 de setembro no dia 22 de outubro. O comandante faz parte do grupo desde a criação do comitê, há seis anos, e agora irá substituir o padre Marcelo Fernandes de Aquino, presidindo a equipe.

Até então, a função de Nelson era mais ligada à parte técnica. Piloto comercial desde 1964, nesses 52 anos de carreira, trabalhou 32 anos na Varig e atuou como integrante do comitê técnico da Organização Internacional de Empresas Aéreas.

É criador da primeira faculdade de Ciências Aeronáuticas do Rio Grande do Sul e hoje, aposentado, trabalha ajudando as escolas e aeroclubes do Rio Grande do Sul. Além disso, Nelson atua como presidente do Conselho de Ciências Aeronáuticas.

Como é se tornar presidente do comitê?

Nelson Riet: É o tipo de desafio que eu gosto. Tenho bastante preparo para isso, e claro, que todo esse comitê é formado de membros técnicos e políticos, que vão me dar todo o suporte que for preciso para tocar esse projeto.

Qual a principal responsabilidade que esse cargo traz?

Nelson Riet: A reponsabilidade de visão de futuro e conseguir levar a frente esse sonho que iniciou seis anos atrás e que está casa vez mais próximo da realidade.

Quais os principais avanços do comitê nesses seis anos?

Nelson Riet: Houve uma vitória quase que diária, porque é um processo tão novo, alguém conceber um aeroporto e começar a tornar isso uma realidade, juntando as prefeituras e envolvendo a sociedade e ir ganhando, praticamente uma vitória diária.

Quais os planos e perspectivas que o senhor tem para aeroporto 20 de setembro?

Nelson Riet: Os próximos passos são fazer um estudo de viabilidade econômica e ambiental e conseguir convencer o governo federal da necessidade de incorporar o projeto nos próximos passos de desenvolvimento do nosso país.